7

NEUROPSICOLOGIA | NEUROFEEDBACK

DESCRIÇÃO DO MÉTODO

A avaliação Neuropsicológica é indicada enquanto meio complementar de diagnóstico em casos onde exista suspeita de dificuldades cognitivas, emocionais, e/ou comportamentais provenientes da alteração do funcionamento cerebral.

INDICAÇÃO

Identificam-se as funções cognitivas que se encontram afetadas e preservadas (ex: atenção, memória, linguagem, funções executivas), assim como a magnitude das alterações.
A entrevista ao doente e cuidador, a observação e testes neuropsicológicos são os métodos de avaliação principais.

Etiologias que poderão levar a uma consulta de Avaliação Neuropsicológica:

ADULTOS

- Queixas subjetivas de memória, concentração e/ou atenção
- Perturbações na Percepção; - Doenças Neurodegenerativas (Doença de Alzheimer, Parkinson, Degeneração FrontoTemporal, etc.) - Doenças Neurológicas (Epilepsias, Esclerose múltipla, Tumores cerebrais, Hidrocefalia, etc.); - Acidente Vascular Cerebral (AVC); - Lesão Cerebral Traumática ou Adquirida (TCE); - Distúrbios neuropsiquiátricos, outras condições de saúde mental e abuso de substâncias (perturbações humor, ansiedade, esquizofrenia, álcool ou abuso de drogas); - Avaliação pré e pós-operatória (pacientes neurocirúrgicos); - Situações médico-legais; - Pedidos de reforma por invalidez ou incapacidade de trabalho.

CRIANÇAS

– Perturbação de Hiperatividade e/ou Défice de Atenção (PHDA) – Perturbações Específicas da Aprendizagem (Dislexia, Disgrafia, Disortografia, Discalculia) – Atraso Global do Desenvolvimento; – Perturbações da Linguagem; – Disfunção da conduta na criança (comportamentos de oposição, agressividade, dificuldades relacionais, etc.); – Perturbação do Espectro do Autismo (PEA); – Síndromes Genéticos (Trissomia 21; Síndrome Prader-Willi; Síndrome de Angelman; Síndrome do X-Frágil, etc.); – Doenças não degenerativas (Traumatismo Crânioencefálicos, Tumores cerebrais, Epilepsia, etc); – Perturbações do sono; – Entre outros

O Neurofeedback está recomendado para o tratamento de situações clínicas em que existe um comprometimento neurológico e/ou psicológico e para a optimização do rendimento cerebral saudável:

– Perturbação Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA)
– Perturbações Específicas da Aprendizagem (Dislexia, Disortografia, Discalculia);
– Perturbações do Espectro Autista (PEA);
– Epilepsia (controlo de crises convulsivas);
– Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC’s);
– Traumatismos Crânio-Encefálicos (TCE’s);
– Disfunção Cognitiva associada ao envelhecimento;
– Perturbação de Ansiedade;
– Depressão;
– Perturbações Sono;
– Treino de Alta Performance.

Voltar a Serviços

%d bloggers like this: